sábado, 14 de maio de 2016

Desabafo #18

Não fazes ideia do que custa lembrar-me de todas as coisas que dissemos um ao outro,

não fazes ideia do que custa sabe que já não te posso mandar uma sms de bom dia e outra de boa noite, não fazes ideia do que custa ver-te todos os dias e não poder correr para os teus braços, não fazes ideia de como eu me sinto quando vejo todos à minha volta a beijarem-se e lembrar-me que tu não és mais meu, que já não te posso beijar, que já não posso passar a mão pela tua cara, nem poder sentir a tua mão deslizar pelo meu cabelo. Custa muito mesmo, mais do que eu alguma vez pensei que custasse. Todos os dias me vêm as lágrimas aos olhos porque sinto a tua falta, sinto falta da pessoa que eu era quando ainda estávamos bem. Eu só quero que esta dor passe e quero encontrar o homem que sempre quis, o homem que tu eras comigo, mas que desta vez me seja fiel! Eu vou amar-te por algum tempo, mas acredita que prefiro sofrer por não estar contigo do que ouvir-te dizer mais uma vez que não vais abdicar de nada por mim.
Eu prometi a mim mesma que te iria esquecer, pode demorar mas eu vou conseguir. Gostava que sentisses o mesmo que estou a sentir agora, gostava que fosses para a cama e tivesses vontade de pegar no telemóvel e mandar-me uma sms de boa noite como às vezes mandavas, gostava que me quisesses como eu te quero, que me amasses como te amo, gostava que o que nós éramos fosse assim para todo o mundo ver e não uma coisa só entre nós que começava quando dávamos um beijo de olá e que acabasse com um de despedida.
Magoa-me saber que não tinhas nem respeito por mim. Magoa-me, mais do que me chamarem nomes, que eu não tenha sido a tal que te fazia querer mudar, mas não posso fazer nada. O facto de já não estarmos juntos foi algo que eu escolhi, por isso eu só espero que nunca magoes outra rapariga como me magoas-te a mim. Espero que a minha dor pare de aumentar a cada dia que passa!
Por fim. O AMO-TE que nunca te disse está aqui para te provar que ainda és importante para mim
2 anos depois faz ainda mais sentido, pessoas diferentes, mas o mesmo sentimento. E mais uma vez a escolha foi dos dois. Mais uma vez não houve compatibilidade, não houve vontade de estarmos juntos da maneira que éramos, a vontade de querermos mudar o outro era muita, mas eu nunca te faria mudar algo que nasceu contigo.
Saber que para ti não passava de um hobbie é doloroso, mas mais doloroso ainda é saber que confiei em ti com todo o meu coração, que te contei todos os pormenores daquilo que mais me magoa e tu continuas-te a querer mudar em mim aquilo que não precisava de ser mudado. ADEUS, que desta vez seja para sempre! 

Sem comentários:

Enviar um comentário