quarta-feira, 20 de março de 2013

Para termos o que queremos precisamos de aceitar aquilo com que começamos :)

Olá meninas!
Há já algum tempo que vos prometi fazer um resumo dos exercícios que disse que ia fazer para perder peso, mas a verdade é que não tenho feito nada, de nada. Por isso decidi trocar as coisas um pouco e falar-vos de uma rapariga cuja força de vontade me comoveu, pois eu não sei se ela se lembra de mim ou não, mas eu conhecia-a pessoalmente e devo dizer que nunca pensei nela como "gorda" , nem " magra" nem como nada, ela para mim era a Helena e nada mais. Não éramos amigas, mas conhecidas.
Ela conseguiu emagrecer imenso e eu pedi-lhe para fazer um pequeno texto para vocês, espero que gostem:


"Olá vou falar-vos no meu caso de perda de peso, eu com 13/14 anos atingi um peso que para os médicos era considerado algo fora do normal, cheguei mesmo  ouvi-los falar de "obesidade", no inicio aquilo não me disse basicamente nada, porque eu sentia-me bem comigo mesma, sentia-me bonita, mas na escola as pessoas (principalmente os rapazes) diziam-me coisas feias e desnecessária a cerca da minha forma física e isso começou a perturbar-me mentalmente e em vez de me dar força para emagrecer não, ainda me dava mais vontade de ingerir alimentos que faziam engordar, como chocolate, doces e mesmo abusar ao almoço e ao jantar repetindo várias vezes, parecia que fazia aquilo para me esquecer um bocado do sofrimento causado pelos insultos.
Com 15 anos a minha médica de família recomendou-me um nutricionista, mas eu achava aquilo uma tremenda estupidez porque na minha cabeça eu estava bem, eu sentia-me bem ... no inicio ainda fiz o que o médico me mandava, mas ao fim da 3ª consulta disse à minha mãe que não aguentava mais aquilo e decidi desistir ... e sabem porque é que isso aconteceu? Porque eu não estava preparada para tal mudança, faltava-me a chamada "força de vontade".
Mas nas férias de verão do ano seguinte eu comecei a olhar-me ao espelho e a ver as minhas amigas todas magras e jeitosas e eu comecei a não me sentir bem com aquilo que via e meti na cabeça que queria emagrecer, não pelos os outros, mas agora por mim, porque queria olhar ao espelho e poder dizer "tu és linda por dentro e por fora".
Então a minha mãe (que foi a minha maior fonte de força) começou a incentivar me a comer coisas saudáveis  nos primeiros 10 meses eu só ingeria saladas (com carnes brancas ou peixe), não bebia refrigerantes, bebia muita água e o principal, fazia muito exercício físico ...  ao fim de 10 meses perdi aquela ideia de que não era possível emagrecer, porque emagreci 22 kg. Hoje após ter passado 1 ano e meio eu estou com uma perda de peso de 24 kg (posso até dizer que no inicio pesava 86 kg e "hoje" peso 62 kg).
Sinto-me uma rapariga nova, sinto-me orgulhosa de mim e quando olho ao espelho digo "és linda".
Isto tudo resumiu-se a uma enorme Força de Vontade (:

Helena Ferreira"

Em conclusão, não façam exercício ou dietas porque os outros vão pensar que são gordas, pois isso não ajuda em nada, vocês têm é de pensar que uma alimentação equilibrada e de preferência recomendada por um nutricionista e um pouco de exercício só vos vão ajudar a ficar mais fortes e saudáveis e se por acaso emagrecerem como eu 5 quilos  um mês corram para o médico pois algo pode estar errado. Mas apesar de ter emagrecido esses 5 quilos   engordei 4 desses 5 , por isso voltei praticamente ao peso com que estava antes. Como já vos tinha dito (acho) quero emagrecer 5 quilos este ano por isso um já está, faltam 4, mas eu não estou a deixar de comer, aliás como muitas vezes ao dia e às vezes exagero nas porções. Sei que devia cortar nas porcarias, mas vou tentar comer só de vez em quando. 

Sem comentários:

Enviar um comentário